Sobre o Município

Etimologia

Inicialmente chamado de Valentim, devido ter na terra muitas capivaras silvestres que eram valentes; Posteriormente, devido a existência de vários esquilos de nome quatipuru ao redor do povoado de Valentim, os moradores mudaram para o mesmo nome do roedor.

Brasão de armas

Significado: O Escudo amarelo e branco, envolto e dividido por uma linha azul, tendo na parte superior de fundo amarelo, uma árvore de Cutiribá, que representa a fundação da cidade, sendo ladeada por dois animais quatipuru, representando a quantidade deste, que dá nome a Sede do Município. Na parte inferior, de fundo branco, destaca-se o pescado e o caranguejo, potencial econômico do Município. Este Escudo avulta sobre outro de cor verde, que representa as matas, contendo a inscrição “Município de Quatipuru”, sendo tal inscrição dividida por quatro estrelas de cor amarela, que representam as quatro maiores localidades do Município. Destaca-se ao pedestal, duas faixas, sendo a primeira trêmula em suas extremidades e contendo a inscrição “Trabalho, Produção e Renda”, como lema de um Município que caminha para o futuro, a segunda, com pontas redobradas para o seu interior, com uma estrela ao centro de cor amarela, representando a Sede do Município, contendo, ainda, as datas de “1633”, ano de fundação de Quatipuru e “l997”, ano de instalação do Município.

Bandeira

Significado: A Bandeira é envolta e recortada por duas linhas amarelas,  “abraçando” em um todo a Bandeira, representando as fontes de riqueza, sendo uma circundando toda a bandeira e outra saindo das junções superiores e indo para o centro da linha inferior, formando um triângulo de cor azul, em um fundo verde, sendo o azul representando o mar e o verde nossas matas. Traz ao centro o Brasão D`Armas do Município.

Curiosidade: O autor da arte do Brasão e da Bandeira do Município de Quatipuru, foi o Senhor Ednaldo Gomes e Silva. Cumprindo solicitação do então Prefeito Municipal, Excelentíssimo Senhor Ranulfo Teixeira Cavalcante, primeiro Prefeito deste Município.

Geografia

Localiza-se no norte brasileiro, a uma latitude 00º53’49” sul e longitude 47º00’19” oeste, estando a uma altitude de 29 metros do nível do mar. O município possui uma população estimada em 13 142 mil habitantes distribuídos em 326,113 km² de extensão territorial.

Religião

A religião predominante em Quatipuru é o Catolicismo, porém existem fiéis consideráveis do Protestantismo, Igrejas Evangélicas Assembléia de Deus, Adventistas, Igreja dos Irmãos, Igreja Batista além de outras.

Curiosidades

Em Quatipuru existia uma árvore de Cutiribá (árvore da família Sapotácias – Lucuma Rivicoa Gaerth), relíquia do lugar, a qual existia desde a chegada de Raimundo Alves Piranha, sendo que esta árvore era localizada no fundo de seu quintal, na beira do rio Quatipuru, encontrava-se ao lado do prédio da Prefeitura Municipal que veio a cair em 13 de Fevereiro de 2003. O Gestor Municipal daquela época senhor Ranulfo Teixeira Cavalcante plantou uma nova árvore de Cutirubá para que as gerações atuais e futuras não ficassem alheias a essa história.

 

O Palácio da Intendência de Quatipuru, construído no governo do Coronel Leandro Pinheiro, infelizmente foi demolido no Governo do Senhor Hélio Moreira, que foi o primeiro Prefeito eleito do Município de Primavera, sendo que ainda existem o Cemitério Santa Maria, construído em 1917, também pelo Cel. Leandro Pinheiro e o prédio aonde funcionava o Mercado Municipal, atualmente encontra-se instalada a Sede do Poder Legislativo do Município. Outras obras, com os antigos sobrados também foram demolidos.

 

Outra curiosidade que existe há muitos anos em Quatipuru, é que todos os seus visitantes nunca esquecem esta Cidade após beber a água do local, sempre voltando em outras ocasiões.

Como chegar

Para se chegar a Quatipuru, usam-se meios de transporte marítimos ou rodoviários, sendo o último, através da PA-446.

 

Economia

A principal fonte de renda é a pesca e também o artesanato. Tem como festas principais a marujada, em dezembro e a festa do caranguejo, em julho e na Vila de Boa Vista tem a Festa da gó, em julho.

 

Hidrografia

Quatipuru tem como acidentes geográficos principais, o rio Quatipuru, rio Campinho, rio Arapiranga, rio Japerica, a Vala do Macaco e a Vala do Basílio.

 

Distritos

A partir de julho de 2015, Boa Vista passa até o título de Distrito, sendo o primeiro no município, depois da sede. Este título só foi possível graças a determinação da comissão formada pelos senhores Manoel Lisboa (Serginho), Antonio Carlos Lisboa (Ginho), Gessé Gomes e Ari Lisboa, que formalizaram uma petição pública com apoio da população local. A Câmara Municipal aprovou a lei municipal em novembro de 2014 e o prefeito Hélio Brito a sancionou e nomeou o Senhor Manoel Lisboa (Serginho), líder da comissão, a Agente Distrital.


Acessibilidade
Acessibilidade